Isa e Rafa; uma DayTrip para o Gobi

Viajar tem destas, encontrar pessoas realmente incríveis. 

Depois de mais de um mês na estrada, sofrendo com o russo e depois sofrendo com a quase impossível comunicação com os mongóis, encontrar amigos viajantes, com bom espírito e inigualável simpatia, foi um grandioso momento em nossa viagem. 

A Isa e o Rafa não só nos acolheram em Ulan Bator, mas também nos acompanharam até o deserto de Gobi, onde o objetivo era chegar até os Flamming Cliffs. 

Infelizmente em razão da má qualidade das estradas e também do avançado estado de desgaste dos pivôs de suspensão do nosso Citroën, nós literalmente morremos na praia, no caso, no deserto. Chegamos ao Gobi mas achamos prudente não ir até o final, garantindo assim nossa chegada ao final do rali, em Ulan Ude, cidade russa localizada a 1400 km ao norte do semi-deserto sino-mongol. 

Resolvemos montar o camping ali mesmo, no nada do Gobi. Não se enganem, apesar de ser um deserto, o frio é impiedoso. 

Mais uma vez fomos acolhidos pela Isa e Rafa, desta vez no interior do seu belo Land Rover Defender, batizado por eles de Curumim. O Curumim tem uma maravilhosa cozinha interna, montadamanualmente pelo casal, além de um grande banco longitudinal que acolhe com muito aconchego até 5 pessoas para uma calorosa conversa e chá de fim de noite. 

A Isa e o Dietrich cuidaram do jantar, uma belíssima massa vegetariana com molho de legumes, delícia pura. 

Enquanto isso os demais apreciavam as estrelas, a via-láctea, os satélites passando e a chuva de estrelas cadentes. 

Confraternizamos, contamos histórias e fomos dormir. 

Durante a noite um forte vento começou a varrer o deserto, praticamente asfixiando o blogger em sua barraca de três estações. A poeira passava pela ventilação da barraca e nada restou a não ser desmontar toda a tralha debaixo da tempestade de vento e me recolher no interior do Citroën. 

Gerard e Dietrich, que compartilhavam uma simples barraca de magazine, não tiveram qualquer problema. REI, fiquei decepcionado com a “super” barraca de vocês! 

Acordamos no dia seguinte, tomamos um delicioso café no interior do Land Rover do DayTrippers e desmontamos o camping, desta vez fugindo de uma nova tempestade, agora molhada que armava-se a poucos quilômetros no horizonte. 

Isa e Rafa carinhosamente se oferecem para nos levar até o Flamming Clifs, mas resolvemos mesmo assim retornar para Ulan Bator. O tempo realmente não cooperava. 

Fizemos uma parada para despedida no aeroporto local, que estava fechado, onde passamos parte do equipamento que não usaríamos mais para os viajantes queridos. Nossa impressora de fotos e nossas cadeiras de camping agora ganharam um novo lar. Coincidentemente tudo que eles sonhavam fazia algum tempo. Foi gratificante. 

Eis que chega a hora da despedida. Os olhos de todos se encheram de lágrimas, fizemos uma última foto, nos despedimos, sentamos no carro e em segundos todos choravam ao passo que os olhares e acenos se perdiam na imensidão do Gobi. Jamais vamos esquecer desta despedida.

Sim, choramos e muito, de verdade! Aliás, os olhos do blogger ainda se enchem de lágrimas.  Depois de tantos dias imersos em pura aventura, este encontro foi muito significativo, algo inexplicável, pura sinergia! 

Seguimos em direção a Ulan Bator com um vazio deixado pela já saudade da Isa e do Rafa. Dirigindo nosso velho carro,  pensava nas prioridades que definimos para nossas vidas, prioridades que no meu caso ceifaram a possibilidade de ficar mais alguns dias conversando sobre viagens, culturas, etc…

De volta a Ulan Bator, voltamos a nos hospedar no hostel Oasis, onde a missão seria definir os vôos de volta para o Brasil…. 

O encontro com os DayTrippers foi realmente um dos pontos belos de nossa viagem. No caminho de volta, a inspiração dos viajantes do Curumim invadiu a cabine do Citroën. Já começamos planejar as próximas aventuras do trio. Este sem dúvida é o melhor e mais evidente sinal que nosso time realmente se dá bem, mesmo após 30 dias confinados num pequeno carrinho 1.0

Abraços

Clemente

 

PS: não deixem de seguir a aventura deles: DayTrippers 

 

 Gobi e um arco-íris escondido  

Gobi e um arco-íris escondido  

 Mais uma noite em um hotel de um bilhão de estrelas  

Mais uma noite em um hotel de um bilhão de estrelas  

 Isa e Dietrich arrepiam na cozinha

Isa e Dietrich arrepiam na cozinha

 Atenção total aos legumes

Atenção total aos legumes

 Isa contando os causos

Isa contando os causos

 Vai Brasil! 

Vai Brasil! 

 Rafa curtindo

Rafa curtindo

 Chá da noite no Curumim! 

Chá da noite no Curumim! 

 O dia amanheceu assim

O dia amanheceu assim

 Cada um faz uma coisa, um segura o pão, o outro a manteiga e o terceiro espalha.

Cada um faz uma coisa, um segura o pão, o outro a manteiga e o terceiro espalha.

 Land coração de mãe, sempre cabe mais um, inclusive o chá Akbar!

Land coração de mãe, sempre cabe mais um, inclusive o chá Akbar!

 Despedida final com cadeiras novas e as velhas! Aeroporto deserto só para nós.

Despedida final com cadeiras novas e as velhas! Aeroporto deserto só para nós.

 Camelos na estrada, normal no Gobi

Camelos na estrada, normal no Gobi