Varsóvia

Podem parar de insinuar que ficamos bêbados e deixamos a atualização do blog de lado! Estamos de volta, viu Sergio Friso! Rs

Antes precisamos corrigir alguns fatos que não são mais fatos; não somos mais o único time "Braza" (giria da molecada definindo cidadania brasileira) indo para Mongólia. Ainda assim ostentamos o honorário título de "nuts" pela improvável escolha do carro; temos carburador, suspensão hidropneumática e uma série de outros tendões de Aquiles nos esperando a cada esquina para nos pregar uma peça! Injeção eletrônica não deixa o carro tão fedido e irregular quanto o nosso! 

Voltamos então nossa atenção à capital da Polônia!

Fantástica! 

Acredito que nascemos programados com um preconceito configurado para depreciar a Polônia e sua capital. Varsóvia? Logo vem à cabeça um fiminho qualquer de adolescentes sequestrados no leste europeu ou problemas com alcoolismo e questões relacionadas a imigração no tratado de Schengen.

Berlim que se cuide, pois a atmosfera de Varsóvia é fantástica! A cidade foi praticamente dizimada durante as inúmeras guerras da qual foi palco, ou melhor, campo de guerra.

Com muito custo e sofrimento a cidade foi inteiramente reconstruída, restando muito pouco como prova da passagem do tempo e da história.

Tão plana e horizontalizada como Berlim, Varsóvia é ainda mais espaçosa, com muito verde, muitas bicicletas, muitos jovens, muita arte e muitos parques. O espaço é tão abundante, que aqui o Ibis Budjet para três pessoas oferece a terceira cama no chão e não em forma de beliche como estávamos habituados!  

Ontem fomos generosamente recebidos pelo casal Marcin e Klara, ele piloto e empreendedor no ramo dos helicópteros e ela uma simpática proprietária de uma grife de moda chamada Risk

Ao final do encontro, Klara nos deu carona de volta ao hotel, enquanto o blogger que aqui escreve optou por caminhar pelas desertas ruas da cidade.

Falando em ruas desertas, trânsito parace não existir! À noite porém, corridas de moto reinam sobre o impecável asfalto da cidade. A loucura vai além das motos. Não é todo dia que vemos um Porsche e um Lamborghini acelando para valer em ruas públicas. Neste sentido Berlim é insuperável. Se não prestar atenção, é fácil ser atropelado por um ponto de luz que se aproxima a mais de 200km/h numa avenida não muito maior que a avenida Paulista.

Seguindo as dicas dos nossos amigos locais, subimos os trinta andares do "Pałac Kultury", um onipresente edifício da época comunista. Tão grande e suntuoso, que inicialmente não encontramos a entrada. 

Que vista! De lá avistamos nosso próximo destino, a cidade histórica e a sua muralha de proteção.

A parte antiga de Varsóvia é muito bonita, mas a quantidade de turistas tira um pouco do charme e do sossego com o qual estávamos acostumados.

Aproveitamos a proximidade do horário do almoço e fizemos uma pausa para uma excelente cerveja, como disse uma amiga espanhola, são realmente boas!

16km e alguns litros depois, voltamos para o nosso hotel para descansar um pouco e assim podermos aproveitar a noite.

Abraços

 Marcin e Klara

Marcin e Klara

 Aqui os bondes continuam firmes e fortes! 

Aqui os bondes continuam firmes e fortes! 

 Zero carro! 

Zero carro! 

 Uma farmácia! 

Uma farmácia! 

 Esperar um ônibus de madrugada pode custar um bom tempo... 

Esperar um ônibus de madrugada pode custar um bom tempo... 

 Praça do novo governo.

Praça do novo governo.

 Contraste: Pałac Kultury e os novíssimos edifícios da atualidade.

Contraste: Pałac Kultury e os novíssimos edifícios da atualidade.

 Grafitaram o metrô! Ohh não! O prefeito pirou! 

Grafitaram o metrô! Ohh não! O prefeito pirou! 

 Gucci e cia... 

Gucci e cia... 

 A rua era só minha! 

A rua era só minha! 

 Nova moda! 

Nova moda! 

 Uma fonte inteira para você. A madrugada aqui é linda! 

Uma fonte inteira para você. A madrugada aqui é linda! 

 Austeridade comunista. 

Austeridade comunista. 

 Sol nasce às 4:30, acordei para fechar a janela e aproveitei para clicar! 

Sol nasce às 4:30, acordei para fechar a janela e aproveitei para clicar! 

image.jpg
   Pałac Kultury

 Pałac Kultury

 P ałac Kultury

Pałac Kultury

 Vista do   Pałac Kultury com a cidade histórica ao fundo

Vista do  Pałac Kultury com a cidade histórica ao fundo

 Um dos inúmeros parques que cruzamos à pé 

Um dos inúmeros parques que cruzamos à pé 

 Um dos poucos edifícios ainda com as marcas da guerra

Um dos poucos edifícios ainda com as marcas da guerra

 Tiro de canhão

Tiro de canhão

 Muralha da cidade histórica  

Muralha da cidade histórica  

 Entornos da cidade histórica  

Entornos da cidade histórica  

 Assim é Varsóvia, vazia! 

Assim é Varsóvia, vazia! 

 Calor? Tire a camisa! 

Calor? Tire a camisa! 

 Dietrich e Clemente!  

Dietrich e Clemente!  

Câmbio desligamos!